Avalie esse destino:
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...

Booking

Percorrer a Rota do Café no Paraná é uma ótima oportunidade para quem quer conhecer melhor a história do estado. Ela alia gastronomia de qualidade, história e educação ambiental. E não deixa de lado, claro, a degustação do café.

Rota do Café no Paraná Fazenda

Melhores Rota do Café no Paraná com Preços e Fotos

Dica: Use a pesquisa abaixo para encontrar os melhores Rota do Café no Paraná com o menor preço do momento. Vale a pena pesquisar!

Atualizado: Que sorte! Te daremos 15% de desconto se você pesquisar e fechar sua estadia hoje!

O visitante pode conhecer inclusive o processo de produção, classificação e comercialização do produto. Um dos pontos positivos da viagem também é ter contato com a natureza, com o verde e, principalmente, com a vida no campo.

Passeando pelo percurso é também é possível ter contato com a história do Paraná, a colonização, as riquezas, o desempenho econômico, entre outras coisas que ajudam a contar um pouco do processo de industrialização do estado, principalmente na região Norte.

A Rota do Café no Paraná passa por algumas cidades principais da região Norte do estado, sendo que a recepção em cada ponto de parada é muito calorosa, demonstrando uma tradição da região.

Ao todo o percurso envolve 18 municípios e um total de mais de 30 pontos turísticos. As cidades são próximas, o que permite ao visitante passar rapidamente de uma a outra até finalizar o passeio.

Fachada Pousada Marabu

A Rota do Café da região Norte tem atrativos diversificados, desde conhecer as propriedades históricas e cafeterias até vinícolas, artesanato, museus, fazendas produtoras, entre outros. S

São locais que aos poucos vão contando um pouco da história do Paraná. Além disso, a Rota do Café no Paraná pode ser feita de maneira diversificada, podendo incluir apenas alguns pontos de parada, dependendo dos gostos e objetivos de cada visitante.

Esse projeto de conhecer a região Norte do estado tem beneficiado muitas pessoas que, direta e indiretamente, estão relacionadas às fazendas, cafeterias e casas de artesanatos que produzem para os turistas.

Fachada Museu Padre Carlos Weiss Londrina

São desde empresários até pequenos agricultores e artesãos que ganham com o desenvolvimento do turismo na região. Esse projeto começou em 2007 e é bastante recente, tendo apoio também do Sebrae do Paraná e de um programa do Ministério do Turismo que tem por objetivo explorar os regionalismos.

A maior cidade envolvida no projeto de popularizar a Rota do Café no Paraná é Londrina. Ela passou a fazer parte em 2009, já que se constatou que a cidade tinha muitos atrativos para oferecer aos turistas, contando um pouco da história da colonização tendo como base a produção de café.

Para passear pelo trajeto é possível fazer o trajeto por conta ou comprar um pequeno pacote de viagem em agências de turismo. A região é quente praticamente o ano todo, sendo mais frio no inverno e muito calor no verão, tendo alta variação de temperatura entre uma estação e outra.

Flores Rota Café Paraná

Para chegar na Rota do Café no Paraná, o aeroporto mais próximo está em Londrina. Para fazer o passeio o ideal é alugar um carro para ter maior facilidade de locomoção entre uma e outra cidade.

Pontos Turísticos da Rota do Café no Paraná

Museu Histórico Padre Carlos Weiss: O museu tem um grande acervo sobre o processo de colonização, principalmente com mapas, documentos e imagens. Grande parte do arquivo pertencia à empresa Companhia de Terras Norte do Paraná, responsável pela venda de terras da região.

Musical Coração do Café: Trata-se de um espetáculo que envolve cerca de 40 pessoas e é exibido diariamente no Teatro Padre José Zanelli, na cidade de Ibiporã. Ele é produzido a partir de uma parceria entre a Secretaria de Cultura e Turismo de Ibiporã e a Fundação Cultural de Ibiporã.

Vinícola Casa Muller: A vinícola localiza-se em Londrina, no distrito de Warta, em um sítio na zona rural da cidade. Os turistas podem conhecer a plantação de frutas e acompanhar a produção de vinhos e licores produzidos pelos agricultores.

Pousada Marabu: Está é uma pousada típica da região e oferece chalés e quartos de hospedagem aos turistas que podem, ainda, conhecer o pomar, as trilhas e a fabricação de doces feita no local.

Engenho Terra Vermelha: Localizado em Assai, o Engenho é um empreendimento que produz diariamente mais de mil litros de pinga artesanal. É possível conhecer a fábrica e acompanhar o processo de produção da bebida.

Confira também: Hotéis e Pousadas em Foz do Iguaçu

Avalie esse destino:
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...